sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Felicidade Clandestina


É tão bom sentir esta felicidade clandestina
Somos eu e você, mais ninguém.
Perdidos em meio a olhares
Unidos em meio a caricias
Rostos colados
Línguas enroscadas
Corpos encaixados

Em teus braços me sinto completa
Acariciada pelas tuas mãos longas e firmes
Que conduz meu corpo
Me leva além do horizonte
Percorro as montanhas, os vales, os desertos.
E volto para o mundo sombrio, sem você.

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Amor


Quando tudo parece perdido,
Ela encontra o caminho.
Parecia não ter mais forças para amar.
Parecia que o amor não ia mais voltar.
Não o amor puro e correspondido do qual esquecera até da existência
De um lado para o outro caminhava em um labirinto circular.

Se habituara tanto a amar e não ser notada.
A sonhar e planejar sozinha algo que jamais aconteceria.
Hoje pode planejar para viver junto com alguém,
que pensa nela o tempo todo de igual forma.
Sente-se realizada por compartilhar de tantos afetos
O amor aconteceu para aquela moça.
Encontrou a direção em meio a tantos caminhos vazios.
Foi embora a paixão evasiva
Dando lugar ao amor tênue e calmo.

domingo, 9 de novembro de 2008

Quem é que não quer um amor assim


Um dos sentimentos que faz o sorriso escapulir do rosto é a paixão. Deixa a pessoa boba ao ver, sentir, estar ao lado da pessoa que gosta. Clarissa se sente assim, boba, completa, louca, apaixonada mas, sobretudo, correspondida por esse sentimento que mal cabe em seu peito.
Conheceu seu amado e pôde perceber que foi feito sob medida para ela. Sem tirar nem por. Do dia para a noite lotaram-se seus e-mails, seu celular de mensagens e ela, por sua vez, sente-se a mortal mais feliz deste mundo. Se antes chorava por não ser vista por um alguém, hoje não só é vista mas também amada pela pessoa escolhida por deus. Não poderia querer coisa melhor. Alguém que lhe dedica boa parte do dia, enviando recados carinhosos. Enche seu coração de esperança e retribui a cada olhar, cada gesto ainda que seja com timidez. Eles têm compartilhado ótimos momentos. Cinema, praça, passeios turísticos. Se Clarissa soubesse que namorar era tão bom assim teria começado antes.

quinta-feira, 6 de novembro de 2008


Vaga pelas ruas escuras e nuas.
Caminha sem rumo.
Em busca de um passado que nunca existiu.
Perdida em meios aos pensamentos.
Pára, senta e se sente sozinha.
Está tudo tão vazio.
O coração ferido.
Clarissa não quer desabafar.
Sorrisos já não bastam,
não são suficientes para ocultar a tristeza que lateja em seu peito.
Dói não ser compreendida por todos.
Dói não entender a si própria.
São tantos querer.
Tantas não realizações.
A esperança caminha sozinha como aquela garota perdida em meio à escuridão.

sábado, 1 de novembro de 2008

Eu não quero/ Eu quero


Não quero carícia tímida
Não quero Beijo calmo
Não quero impulsos controlados
Não quero abraços contidos
Não quero atitudes pensadas

Eu quero uma paixão envolvente
Eu quero beijo roubado
Eu quero atitudes inesperadas
Eu quero abraços de urso
Eu quero olhar devorador
Eu quero um amor sem limites
Eu quero mão boba
Eu quero um desejo que ande a solta.

Tensão Pré-Mestrual


Ela atinge aproximadamente 80% das mulheres. Também conhecida como TPM, é um conjunto de sintomas físicos e comportamentais desconfortáveis, que afetam a mulher. Causadora, muitas vezes, de inchaço, gula descontrolada, irritação, distúrbios do sono, choro, depressão, entre outros, pode atrapalhar bastante a rotina 15 dias antes da menstruação. Se fosse nunca passou por isso, pode comemorar, embora não tenha ganhado na mega sena, sinta-se uma felizarda e tanto. Por outro lado, caso faça parte deste time saiba que a alimentação é uma forte aliada na prevenção e combate dos indesejáveis sintomas. Mas antes de tudo, o ideal é procurar um médico. Sensível, triste, me sentindo a mulher mais gorda e feia do mundo, a TPM me deixa assim tão nada. Qualquer palavra dita em voz um pouco mais elevada me faz chorar ou fazer beicinho de tristeza. É que nesse período, na maioria das vezes, fico mais sensível e chorona. Em outras a irritação fala mais alto. Paciência é tudo que me falta. Não tolero atos que antes passariam despercebidos. Pois é, cada mulher reage de uma forma. Eu oscilo entre esses dois temperamentos, que não só me agride, mas também aos outros. Mesmo depois de tanto tempo sofrendo com isso é impossível qualquer adaptação.