quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

“A compreensão de que há outros pontos de vista é o início da sabedoria” (Chalés M. Campbell)

A liberdade de expressão e opinião é garantida ao homem pela constituição (artigo 19 - Declaração Universal dos Direitos Humanos), que inclui a liberdade de, sem interferência, ter opiniões e de procurar receber e transmitir informações e idéias por quaisquer meios e independentes de fronteiras.
Atualmente, fala-se muito sobre a importância de dialogar, de saber se expressar bem, e, principalmente, comunicar as idéias de forma clara. No entanto, é preciso também saber escutar. A arte de escutar para ter conhecimento do que está sendo falado e não repetir informações já ditas; a fim de compreender e respeitar as opiniões alheias e poder posicionar-se a respeito delas, para intervir na conversa no momento adequado, e com isso também aprender com as experiências das pessoas.
O homem no decorrer da vida constrói e amadurece suas idéias e opiniões. Logo, não é correto afirmar que a nossa forma de pensar hoje a respeito de algo será a mesma daqui a dez ou vinte anos. Contudo, é muito importante saber transmitir nosso ponto de vista e respeitar o dos outros. Posicionar-se a respeito de algo é natural, querer impor a opinião, no entanto, é completamente diferente e desumano.
Na verdade, um assunto pode gerar diversos pontos de vista, o que não significa que exista um correto e acima de todos os outros. Todos, sem dúvida, devem ser respeitados da mesma forma, independente de quem afirmou ou não. Se foi uma criança, uma senhora, um jovem, todos têm direito de se expressar e não sou eu quem afirmo isso, mas sim a constituição.

Um comentário:

KêDy disse...

Liber... bem é...liber..da...de assim fragmentado mesmo.