domingo, 25 de janeiro de 2009

Bye


Você pensa que foi difícil dizer adeus. Dar as costas para a falsa calma, possível segurança, provável fidelidade, e carícias somente prometidas. Faz-me rir. Eu quero mais e sei que posso. Talvez fidelidade esteja distante do mundo tangível, pois, com a passar do tempo, os homens querem mais ficar menos compromisso. Antes de qualquer coisa, almejo um homem com atitude: tudo que você não soube ter.

Mais paciente do que eu certamente outra não será. Te ensinei o be-á-bá. E ao terminar, ainda tentei poupá-lo das suas limitações. Quão tola fui, o protegi feito uma mãe que dá guarida ao filho. Omiti o necessário aos dois. No entanto, não satisfeito, voltou. Quis ouvir o que chama de verdade. Não havia mais nada a dizer. Depois de tanto insistir, a verdade veio à tona.

É tão fácil buscar a verdade e pôr a culpa no outro. Com hombridade reconhecer a própria covardia, impotência diante do novo e, tantas outras limitações realmente não é para qualquer homem. E isso seria demais para você, querido.

4 comentários:

Nilson Vellazquez disse...

mais sincero impossível!

@line-;-- disse...

É amada, difícil é dzr adeus, mas qdo tomamos esta atitude de verdade, a gnt vê q muita coisa nem valeu tanto a pena assim.

Bjm

Marcela' disse...

Dizer adeus não deve ser tão dificil quando se quer tanto.. Fez bem , arrase :)
baaci!

KêDy disse...

precisamos de desapegos e dizer adeus