terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Chove




Chove lá fora.

Leva as impurezas das ruas para os rios.

Chove dentro de mim.

Limpa esse coração imprudente

Que pulsa descontrolavelmente ao ver-te

Lacrimeja ao sentir-se abandonado

Esconde-se a cada rejeição

Grita ao ouvir um não

Soluça de saudade

Geme de dor

E fica cego de amor


Mesmo sem querer e sequer poder

Alimenta um desejo despudorado

Viver um amor que é só seu

Que não vai além de seu mundo imaginário

A vontade vem e com a mesma intensidade se vai

A cada encontro e desencontro

O coração afogado de amor,

Insensatez e paixão

Clama agora por um perdão

E uma chance de viver essa paixão

7 comentários:

KêDy disse...

que chova tudo!! o mundo
e perto de me afogar vem uma chance, perdão ou solução para viver

.....
bom isso aqui heim?
sempre muito bom

Aline Barbosa disse...

Então...
Um dos temos que gosto muito é a chuva.
Sempre se tem algo a dizer sobre isso.

Ah, brigada pelas visitas!
Os desenhos, alguns são meus, outros são de uma amigo meu chamado Tiago.
Nos posts de desenho, eu digo de quem é... =)

Enfim... Bjo!
Feliz 2009 pra ti tbm...
Tudo de bão.

E que a chuva lave tudo que for de ruim
e deixe a essência.

Grande bjo!
\o7

Nathália von Arcosy disse...

"Mesmo sem querer e sequer poder

Alimenta um desejo despudorado

Viver um amor que é só seu

Que não vai além de seu mundo imaginário"

fala sério... você escreveu isso para mim, não foi??

Thyago David. disse...

Ow moça, obrigado pela visita e comentárioo .. ;)
Passe mais vezes, ta? Farei o mesmo.

Muito bom seus textos
Estou te linkando.
Beijos.

Marcela' disse...

seja o poema que for, eu me emociono, sempre.. e adorei esse seu!
baci.

Mila disse...

Mesmo sem querer e sequer poder

Alimenta um desejo despudorado

Esse é o grande problema dos desejos. Nunca podem ser negados e nao acabam ateh terem sido saciados.

Adorei o seu blog tb, Hariane, parabens!
Besitos

Desabafos & Sonhos disse...

joviMas aprendemos a levantar dos tobos da vida. Por causa da impureza do nosso coração
bj