quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Sem pudores




Quando tudo diz que não

Teu cheiro permanece sobre mim

Mergulho no profundo de teus olhos castanhos

Digo-te bobagens ao ouvido

Deito-te na rede

E sinto-me completamente envolvida

Por teu cheiro que me desperta o olfato

A voz que comanda o meu corpo

Com movimentos voluntários e involuntários

Vou do início ao fim de você

Quando toca com sua mão grande e pesada

Minha pele macia

Sinto desejos freneticamente estranhos

Que corrompem corpo e mente

Levando-me às profundezas do paraíso e do inferno.


Imagem do blog http://sonhosefantasias.blogs.sapo.pt/

10 comentários:

Thyago David. disse...

Gostei;
=)

M. disse...

Por um segundo me transportei para outro lugar.

Belo texto!

Bjosssssssssss!!!

Cadinho RoCo disse...

Quando isso tudo acontece, sinal de que a paixão está presente.
Cadinho RoCo

Cotovia disse...

...ardente!:)

Nilson Vellazquez disse...

Muito bom!e quente!

@line-;-- disse...

ui... deu até calor aqui! rs...

bjm

Thiago disse...

essas coisas do amor e da paixão, que queima. É lindo.

Marcela' disse...

Hmm, gostei, paixão em seu estado mais puro!
Baci.

Camila disse...

Muito bom!
;)

Gabriela Coutinho disse...

Momentos deliciosos da vida, sentir a outra pessoa inteira em si e querer quase se fundir nela, pelo fogo.