domingo, 17 de maio de 2009

Longe de mim



No repouso do dia,

como um pássaro

De vôo rápido,

entra sem avisar

Veio para tirar meu sono

Mais um vez

Mais uma longa noite

Sem descanso

Contigo queimando em mim

Peço-te, por favor, da mesma forma que veio

Dê adeus da minha vida

Não quero tê-lo só no mundo das ideias

Não

O carnal é mais que necessário para satisfazer a mulher em mim

Agora vá,

Sem despedidas

Detesto

Não precisamos deste momento

Como tantos outros que tivemos ou não

Se não for para ser meu

Que não faça parte nem dos meus pensamentos

Se não for para ser meu

Que não faça parte nem dos meus pensamentos

11 comentários:

adelaide amorim disse...

Belo poema, Hariane. Uma ótima semana, um beijo.

Rosana disse...

As vezes as coisas parecem tão difíceis, as vezes temos de tomar atitudes que não conseguimos, a, o amor, sempre ele a nos perseguir, mas que sem ele, sofrendo ou não jamais viveríamos, beijos em seu coração minha linda

Dri Viaro disse...

Oi to passando pra conhecer seu blog, bjs boa semana

aguardo sua visita :)

M. disse...

Mto lindo.


Bjos.

Auíri Au disse...

Pelo menos em pensamento existe posse.
Adorei o poema...
Lindo mesmo..
Beijos

Kari disse...

Quando a gente ama, acho que, o importante é que o outro seja feliz... E, se não for com a gente... Que vá logo e não fique nos fazendo sofrer...

Lindo poema!
Beijos

Eliana disse...

Há pessoas que nos fazem sentir assim: como se estivessem queimando em nós!

Marcela' disse...

'Não quero tê-lo só no mundo das ideias
Não'
Que lindo seu poema, Hariane, adorei :)
Baci.

Dri Viaro disse...

bom dia, boa semana
bjss

Últimas notícias disse...

No amor temos que tomar decisões que muitas vezes ferem e magoam, mas que são tão necessárias até mesmo para nossa felicidade.

Belíssimo poema impregnado de puro amor e paixão.

Poético abraço do amigo Gilbamar.

Gilbamar disse...

Poetisa, o comentário assinado por "Ùltimas notícias" é de minha autoria. Por equívoco foi assim, nesse meu antigo blog já extinto. Considere-o como meu.

Poético abraço do amigo Gilbamar.