terça-feira, 30 de junho de 2009

...

Parar de escrever no diário

Cujas páginas são quentes como fogo nascente

Fazendo as mãos que o toca ascender

Desejos imaginativos para lá de secretos.

5 comentários:

Kari disse...

Não para de escrever...

Beijos

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Não faz isso não.
“O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.
E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.
E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração.”

(Fernando Pessoa)

Desejo um lindo final de semana com muito amor e carinho.
Abraços


VISITE TAMBÉM O MEU NOVO BLOGGER UMA ILHA PARA AMAR

Andreia disse...

Parar de escrever? É porque essa vontade foi completamente saciada! *

KêDy disse...

Parar?!...nem se fosse seu real desejo minha querida. Saiba que vou estudar aqui ainda! bjos

Manuella disse...

Estou de mudança!
Convido-te para o meu novo cantinho:
http://reflexo-inverso.blogspot.com

Grande Beijo.