domingo, 20 de dezembro de 2009

Avó – (17/10/2009)

Dói não tê-la mais por perto. Havia me esquecido de como é difícil dizer adeus. Olhar para o quintal de casa e não vê-la regando as flores, que tanto adorava. Seu amor a elas era visível por todos. Palavras não são capazes de expressar a dor sentida na madrugada de sábado. Estava vendo tv na maternidade às 04:30 na recepção quando meu celular tocou. Em princípio, estranhei, ainda mais, ao ver quem era: minha mãe. Disse, rapidamente, que vovó estava muito mal e não haviam conseguido carro para levá-la ao médico. Na hora, fui ao administrador pedir que liberasse a ambulância para buscá-la. Ele, prontamente, atendeu e foi chamar o motorista, que não demorou ao sair de lá comigo. Graças a deus, minha consciência segue tranqüila, pois fiz o possível para que fosse atendida no posto de saúde. Por sorte estava na Maternidade consegui a ambulância para prestar-lhe socorro, mas ao chegar ao posto, o médico a examinou e infelizmente vovó Maria estava morta. Havia acabado de fazer o boletim de atendimento e fui levá-lo. Quando pai e tio Luis chorando vieram dizendo que não teve jeito. Não pude controlar a emoção. Lágrimas rolaram desesperadamente pelo rosto. A morte não é aceita facilmente por ninguém. Meu pai e tios sofreram de quase passar mal. Acreditávamos que teria jeito. Que ela não se despediria de nós naquela noite. Mas o inevitável aconteceu e, com dor no coração, ainda tive que resolver os trâmites do enterro. Já não tenho mais avós. Agora, lembro-me com saudades daqueles olhos azuis cor do céu, aquele corpo em movimento de pele branca como a neve, que me pegava pelo braço e dizia: minha netinha querida como você está gorda. Vovó já não enxergava mais aos 88 anos, apenas sentia o meu braço gordinho e pela voz me reconhecia. O dia se arrastou assim como o sofrimento. Ás 16:00 começa o velório de vovó com flores ao redor e coberta de véu. Novamente lágrimas vêem. Lembrei-me dos momentos felizes, tristes, da comidinha gostosa e besteiras que sempre me dava, muitas vezes escondido da mãe. Não há como controlar o adeus é definitivo. Permanecerá apenas em meu coração. Que saudade!

3 comentários:

EDUARDO POISL disse...

Ele veio para iluminar o mundo.
Mistério de luz,
inunda nosso espírito em ternuras
e modifica nosso modo de agir.
Transforma nosso egoísmo
em ações concretas.
Jesus é esperança
e nos traz paz e felicidade.
Ensina o caminho
e anuncia a salvação.

Linney Jeanne Palma

Desejo a você e sua Família,
um feliz Natal, e muita paz, imbuído do verdadeiro sentimento de
solidariedade e amor.
Abraços com todo meu carinho

Sonia Schmorantz disse...

Receita de ano novo 
de Carlos Drumond de Andrade
 

Para você ganhar belíssimo Ano Novo 
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz, 
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido 
(mal vivido talvez ou sem sentido) 
para você ganhar um ano 
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, 
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; 
novo 
até no coração das coisas menos percebidas 
(a começar pelo seu interior) 
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, 
mas com ele se come, se passeia, 
se ama, se compreende, se trabalha, 
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita, 
não precisa expedir nem receber mensagens 
(planta recebe mensagens? 
passa telegramas?) 
 

Não precisa 
fazer lista de boas intenções 
para arquivá-las na gaveta. 
Não precisa chorar arrependido 
pelas besteiras consumidas 
nem parvamente acreditar 
que por decreto de esperança 
a partir de janeiro as coisas mudem 
e seja tudo claridade, recompensa, 
justiça entre os homens e as nações, 
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, 
direitos respeitados, começando 
pelo direito augusto de viver. 
 

Para ganhar um Ano Novo 
que mereça este nome, 
você, meu caro, tem de merecê-lo, 
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, 
mas tente, experimente, consciente. 
É dentro de você que o Ano Novo 
cochila e espera desde sempre.

Que em 2010 Deus o abençôe com saúde, paz, muito amor e um bom trabalho!
abraço

EDUARDO POISL disse...

Para você,
Desejo o sonho realizado.
O amor esperado.
A esperança renovada.
Para você,
Desejo todas as cores desta vida.
Todas as alegrias que puder sorrir.
Todas as músicas que puder emocionar.

Para você neste novo ano,
Desejo que os amigos sejam mais cúmplices,
Que sua família esteja mais unida,
Que sua vida seja mais bem vivida.
Gostaria de lhe desejar tantas coisas...
Mas nada seria suficiente...

Então, desejo apenas que você tenha muitos desejos.
Desejos grandes...
e que eles possam te mover a cada minuto,
ao rumo da sua FELICIDADE!!!

Abraços com todo meu carinho
FELIZ 2010