domingo, 24 de janeiro de 2010

Água na cintura

Pertences completamente estragados

Cadê a criança com o desmoronamento da casa?

Ouve-se um gemido

Os bombeiros apressam-se nas buscas

O temporal não cessa

Não há abrigo para dormir

O nível da água não para de subir

Entre escombros encontram uma criança viva.

Cansaço recompensa-se com a alegria.

3 comentários:

Kari disse...

Um verdadeiro milagre!

Beijos

Nilson Vellazquez disse...

É verdade.

Nathália von Arcosy disse...

E de pequenas e grandes alegrias que a vida vai ganhando sentido =D